COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

Veículo Blindado: segurança ou risco? TAE lança serviço de Análise de Riscos ao Cliente e Assessoria para Blindagem de Veículos

Parceiro de notícias // Via Portal da Blindagem. Acesse -> www.portaldablindagem.com.br

Até que ponto podemos confiar que estamos realmente protegidos dentro de um carro blindado? O nível da blindagem escolhido corresponde às necessidades e insegurança em minha cidade/região? Estamos seguros acerca da eficiência das empresas que são especializadas nesta atividade? Temos garantia da eficácia dos materiais empregados? Para que o usuário de um veículo blindado não precise levar um tiro para fazer o teste, existe a TAE, que desenvolve um serviço de Assessoria para Blindagem de Veículos, que não só garante a qualidade da blindagem, mas faz uma cuidadosa análise dos riscos onde o cliente está inserido e faz um planejamento de ações para minimizá-los.

A empresa, que há mais de 15 anos desenvolve atividades na área de segurança, é reconhecida no mercado por trazer maior eficiência aos projetos desenvolvidos pelas blindadoras, transformando o automóvel em uma verdadeira célula de proteção. “Nosso serviço de assessoria e auditoria para blindagem de veículos vem fortalecer e garantir a qualidade de todo o processo” comenta Ancona. “Além, de eliminarmos todas as possibilidades de áreas vulneráveis, ainda avaliamos a empresa e o veículo garantindo a excelência da blindagem”, assegura Vicente Ancona, diretor da TAE Consultoria e Assessoria em Segurança.

O diretor da TAE lembra que, assim que a família ou a empresa decide pela blindagem, inicia-se um processo muito importante que vai desde a escolha do veículo a ser blindado e qual companhia prestará este serviço, até quem irá garantir que todo o processo seja realizado de forma eficiente. “Mas o cidadão também deve ficar atento ao fato de que existem diversos níveis de blindagem, e para oferecer ao cliente o mais adequado é importante conhecer suas necessidades, estilo de vida e expectativas em relação ao serviço”, explica Vicente Ancona.

veículo blindado

Dessa forma, o trabalho de assessoria da TAE percorre todo o processo de blindagem do veículo. A empresa começa pela seleção do fornecedor, onde faz a análise de toda estrutura (instalações) da prestadora e avalia a tecnologia empregada e os materiais balísticos empregados.

veículo blindado

Na sequência, escolhe o nível de proteção através de testes balísticos baseados em normas de referências nacionais e internacionais, faz a análise da documentação a ser fornecida pela blindadora e dá orientações sobre normas aplicáveis e responsabilidades. Por fim, audita todo o processo de blindagem, que abrange desde a verificação dos pontos críticos e vulneráveis e o desenvolvimento de soluções, até a análise dos métodos de fixação dos produtos balísticos, de montagens dos materiais e de conformidade dos dispositivos empregados na roda.

O trabalho da TAE também abrange treinamentos exclusivos para condutores de veículos blindados, voltados para situações de emergência, através de técnicas de direção defensiva e evasiva, mostrando que o principal objetivo da empresa é promover a segurança do cliente e de toda a sua família.

Números da Violência no Brasil

A demanda pela blindagem de automóveis apresenta forte crescimento no Brasil. A frota atual de blindados é de aproximadamente 144 mil veículos, sendo que 22 mil deles receberam a proteção em 2014. Os números da violência explicam o crescimento do setor. No ano passado, somente na capital paulistana, foram apreendidas 4.782 armas de fogo, além de mais de 1.300 ocorrências de porte ilegal de armas. Na Grande São Paulo, no mesmo período, foram recolhidas 3.082 armas, e registradas 957 situações de porte ilegal. A violência é grande tanto contra homens (85,9% das vítimas de crimes na capital) quanto contra mulheres (14,4%), e não tem distinção de idade, apenas uma leve concentração de vítimas entre 30 e 34 anos (14,4%, o maior índice registrado na capital).

Certificações do Setor não garantem segurança total

Mas, o fato é que muitos desconhecem que a decisão de blindar o automóvel requer uma auditoria mais específica, como a fornecida pela TAE. Hoje, o cliente conta com certificações dos materiais utilizados durante a blindagem, como a concedida pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) a vidros automotivos, a ABNT NBR 15000, que mede o nível de proteção do sistema de blindagem quanto ao impacto balístico, muito propagada pelas empresas que oferecem este serviço. Esta certificação, entretanto, não é estendida à prestação de serviços, o que deve aumentar a atenção no momento da escolha da empresa que fará a blindagem.

Além disso, Vicente Ancona informa que os principais erros cometidos durante a blindagem de um veículo estão relacionados à seleção dos recursos materiais de proteção balística e a falhas no processo de montagem, gerando áreas desprotegidas para o usuário do veiculo. “Mesmo quando um material é certificado, temos que lembrar que a avaliação foi feita apenas com um lote específico. Não existe garantia que as demais séries produzidas, pelo mesmo fornecedor, seguem o padrão daquela que foi certificada”, alerta ele. “Por isso, nossa equipe acompanha todo o processo presencialmente, participando de todas as etapas e eliminando possíveis falhas do projeto, de forma a impactar no aumento da eficiência e melhoria do produto final e da segurança do cliente”.